Avatar

Além do Cabelo
Câncer não é escolha. Bom humor é.

27.mai.2013

essa tal de imunidade…

Por Flavia Maoli 21 Comentários , , , , , ,

ADC gripe

Logo na primeira consulta, meu médico disse que uma das coisas que eu mais teria que cuidar durante a quimio era minha imunidade. Na hora eu pensei que ele ia me mandar não esquecer de levar um casaquinho, não pegar sereno e, na pior das hipóteses, tomar um chazinho de limão e mel. Não demorou muito pra eu entender que o buraco era bem mais embaixo!

Todos os medicamentos quimioterápicos têm como objetivo atacar células que se multiplicam de forma rápida/diária, pois esse é o comportamento das células tumorais. Porém, células sadias que se proliferam em alta velocidade acabam pagando o pato e também são atacadas pela medicação. Todas as células do corpo recebem a quimio, mas as que conseguimos ver o efeito a olho nu são as do cabelo, da pele, da boca… como a gente não vê nosso sangue, fica difícil acreditar que ele também mude. Mas ele muda. As células de defesa são reduzidas por causa da quimio e, com isso, o corpo fica mais vulnerável à inflamações, infecções e perebas em geral. Como eu não sou médica, isso é tudo o que eu vou explicar sobre esse processo, pra não falar besteira! hehehe Vamos ao que interessa:

Como saber se a minha imunidade está baixa? 

Quando estamos com a imunidade baixa, ficamos mais propensos a gripes, resfriados, aftas, herpes, dores pelo corpo e na garganta, etc. Todo mundo já teve alguma dessas perebas durante uma semana estressante, em um momento de tristeza ou simplesmente por ter se exposto à chuva ou ao frio. Durante a quimio, essas perebas acontecem com mais facilidade, porque nossa imunidade está sempre baixa. É muito comum ter mucosite (vulgo sapinho), sangramento nasal, ficar indisposto… Quando isso acontece, o ideal é avisar o médico oncologista o mais rápido possível, antes que o quadro se agrave.

O problema é que nem sempre a imunidade dá sinal de que a coisa vai mal, e aí o que nos diz que ela está baixa são os exames de sangue (que fazem a contagem das células de defesa). Pra mim, essa era (e ainda é) uma das coisas mais difíceis de aceitar, porque muitas vezes eu estava me sentindo super bem, mas era obrigada a ficar quieta em casa, evitando doenças. Aos poucos, fui me acostumando com a ideia, e aí nos dias em que eu sabia que ela estaria baixa (normalmente nos dias que seguem após a quimio), eu já me programava pra ficar em casa relaxando, nem tentava marcar compromissos. Assim, eu evitava me frustrar por ter planejado coisas que eu não ia conseguir fazer, aproveitava as “férias” e, quando a imunidade me permitia, saía feliz da vida pra ver o mundo! Mas só quando a imunidade me permitia! Tentar se forçar a fazer algo quando não se tem condições físicas pra isso só vai fazer você se frustrar e isso só faz baixar ainda mais a imunidade. Aproveita esses dias pra ficar em casa lendo, vendo um filme, dormindo. Dormir é muito importante pra aumentar a imunidade. Depois vou postar por aqui algumas opções de entretenimento (livros, filmes, atividades) pra fazer nesses dias em que a gente não consegue fazer muito!

A verdade é que, durante o tratamento, não devemos descuidar da imunidade em momento algum, mesmo naqueles em que estamos nos sentindo bem e os exames estão bons. Com a quimio, doenças podem acontecem até quando a imunidade está alta, porque as medicações mexem tanto com nosso corpo que podemos ter doenças sem sintomas, o que é bastante perigoso (porque levamos mais tempo para sentir que estamos doentes).

Razões para cuidar da imunidade:

1. Não atrasar as quimios

Apesar de a imunidade permanecer baixa durante a quimio, existe uma contagem mínima de células de defesa e plaquetas que deve ser atingida para que a pessoa possa receber a medicação. É por isso que, muitas vezes, pessoas muito idosas ou muito debilitadas não podem fazer quimio, e aí os médicos buscam outros tratamentos que agridam menos o sistema imunológico. E é por isso que não  fazemos a quimioterapia de uma vez só, esperamos algumas semanas entre uma aplicação e outra, para que o corpo possa restabelecer o sistema imunológico e aguentar o tranco outra vez. O que acontece se, mesmo com o intervalo entre uma quimio e outra a pessoa não atingir o número mínimo aceitável de células de defesa? A próxima quimio atrasa, o que é uma merda bem chato. É ruim por dois motivos: nos faz ficar mais tempo em tratamento (e quando a gente está fazendo quimio, cada semana parece um ano), e também porque se o tratamento tá previsto pra acontecer a cada 21 dias (ou 15, ou 28, etc), é porque esse é o tempo certo para não permitir que o tumor cresça de novo! Portanto, o ideal é que atrasos não aconteçam.

2. Não pegar perebas

Ficar doente nunca é legal. Fazendo quimio então, pior ainda. Quando a gente fica doente, além de correr o risco de atrasar o tratamento, tudo fica mais complicado do que seria normalmente, porque nosso corpo (coitadinho) não está 100%. Imagina o que é ter que lutar contra o câncer, lutar contra a quimio e ainda ter que lutar contra uma gripe pentelha oportunista? O corpo tem vontade de pedir demissão, né?!

3. Conseguir aproveitar o tempo livre entre as quimios

Sim, existe vida entre uma quimio e outra! Normalmente, logo após a aplicação, o corpo fica cansado, a imunidade baixa e o ideal é fazermos repouso o máximo possível (dormir bem, comer bem e beber muita água). Conforme os dias vão passando e a próxima quimio vem chegando, a imunidade sobe, a gente se sente melhor, e até dá pra fazer mais coisas. Ir tomar um cafezinho na rua, fazer uma janta com os amigos (com a condição de não ter ninguém gripado), fazer umas comprinhas no shopping… tudo isso nos ajuda a encarar o tratamento melhor. Ter vida social, relembrar como éramos antes do tratamento, fazer coisas que não sejam em função da quimio nos faz muito bem, e devemos fazer sempre que possível. Alguns tratamentos exigem mais cuidados com a imunidade e isolamento do que outros (o tratamento contra o linfoma, por exemplo, porque ele é exatamente o câncer do sistema imunológico), mas sempre dá pra fazer alguma coisinha que saia da rotina do tratamento. Por mais que fazer quimio seja chato, acredite: ficar doente durante a quimio é muito pior!!!

4. Conseguir barganhar mais liberdade durante o tratamento

Se a imunidade está boa, os médicos (e o nosso próprio corpo) nos permitem fazer mais coisas, como encontrar amigos, sair para jantar e (às vezes) até viajar! É como uma liberdade condicional: se você se comportar, vai poder aproveitar o tempo livre entre uma quimio e outra. Se você ficar doente uma vezinha que seja, nem o médico nem seus familiares vão confiar que isso não irá acontecer de novo, e aí acabou-se o que era doce!  Não vale a pena perder esse benefício!!!

5. Ajudar o corpo a combater o tumor

Todos os dias, nosso corpo produz muitas, muitas células. Obviamente, algumas dessas células saem erradas, e aí existe um tipo de célula chamada natural killer (sim, uma matadora fria e calculista) que é responsável por separar as células boas das células ruins (tipo aquelas festas em que a chinelagem não entra, sabe?). O problema é que as células NK (natural killer) também nos defendem de vírus, inflamações e afins, e quando isso acontece, o sistema imunológico tem que fazer das tripas coração pra dar conta de tudo (do seu trabalho diário contando as células + de defender o corpo do ataque externo). Quando as NK se descuidam, uma célula malvada se infiltra entre as boazinhas e começa a roubar nutrientes e vasos sanguineos pra se alimentar. E assim nasce o câncer.

Célula NK (amarela) dando pau na célula tumoral. Mais emocionante que o UFC!

Célula NK (amarela) dando pau na célula tumoral. Mais emocionante que o UFC!

Ou seja, essa história de que não exista nada que a gente possa fazer pra prevenir o câncer, ou pelo menos ajudar o corpo a lutar contra ele depois que a doença se estabeleceu é balela! Manter nossa imunidade alta ajuda sim o corpo a se defender, e inclusive a manter os tumores sob controle. Dar espaço para doenças durante a quimio é enfraquecer o sistema imunológico e, consequentemente, deixar que o câncer se fortaleça, mesmo que pouquinho.

Pra quem ainda não leu, recomendo o livro do dr. David Servan-Schreiber, chamado “Anticâncer – prevenir e vencer usando nossas defesas naturais”, é a bíblia da alimentação de combate à doença. Mais adiante vou falar sobre alimentação e também sobre este livro, mas quem quiser ir se informando, vale a pena ler.

Mas e como lidar com essa tal de imunidade?

1. Alcool gel sempre, sempre, sempre!

Alcool gel na bolsa, alcool gel para os amigos, alcool gel quando não puder lavar as mãos, alcool gel depois de encostar em maçanetas, portas, corrimãos… não é exagero, a maneira mais fácil de contrair virus e bactérias é por contato da mão com a boca e os olhos. Existem algumas versões do alcool gel com perfume (aqui em Porto Alegre tem um da Panvel com cheiro de erva doce que eu gosto muito), esse perfume dá uma disfarçada no cheiro do alcool (eu, pelo menos, enjoava muito com o cheiro, porque lembrava o antiséptico que a enfermeira passava na pele antes de começar a quimio).

2.Ar fresco

Evitar locais fechados e com aglomeração de pessoas. Shoppings, cinemas, restaurantes cheios, supermercado em horário de pico… Quanto mais pessoas, maior a chance de alguém estar doente, por isso esse é o momento de marcar programas ao ar livre o máximo possível.

3. Chega de beijinhos

Muitas pessoas querem nos demonstrar afeto quando estamos fazendo quimio, e aí logo que nos encontram, a primeira coisa que fazem é vir querer beijar a careca e dar um abraço apertado. É chato ter que explicar que você não pode beijar as pessoas (ok, pode beijar o marido, mas não a tia, a prima, o porteiro, o cachorro…), mas é necessário. Uma maneira um pouco menos antipática de cumprimentar é explicar pra pessoa que vocês podem se abraçar, mas cada um vira a cabeça pra um lado. E, depois de apertar a mão de alguém, não esqueça do alcool gel. Enfim, sempre que possível, evite receber beijos, principalmente daquelas tias que usam batom 24 horas.

assim pode!

assim pode!

4. Comer cura

A gente sempre ouve da mãe que, quando a imunidade baixa, tem que comer bem e tomar chazinho. Ela não estava errada. A alimentação tem o poder de aumentar as células de defesa do corpo, por isso é importante prestar atenção nela. Gengibre, cebola, limão, mel, cogumelos, tofu e chocolate amargo (mais de 70% cacau) são ótimos remédios para aumentar a imunidade. O alho, além de prevenir  picadas de vampiro, também é bom para a memória (a gente lembra dele por dias…). Brincadeiras à parte, mesmo que você não goste de algum alimento, procure comer pelo menos um pouco, pensando nele como um remédio. Fazer esse raciocínio nos faz aceitar melhor que nem toda vez que comemos é pelo prazer, às vezes temos que comer para nos curar, e comer uma colherada de algo que não gosta não é nada, se comparado à tomar quimioterapia na veia, né?

5. Evitar buffet, comidas cruas ou de origem duvidosa

Todo mundo que come em buffets já viu alguém tossir ou falar em cima do balcão de comidas. Blergh. Durante a quimio, o ideal é evitar comer qualquer coisa que nós não saibamos a procedência (diga até logo praquele morte lenta da esquina), porque a comida pode conter bactérias e nojeiras que irão direto pro nosso corpo. No caso dos buffets, o problema é que a comida fica muito tempo exposta, e muitas pessoas passam por ali, falando, se cuspindo, tossindo… Em relação aos alimentos crus, eles ficam proibidos durante o tratamento porque também podem ter esses mesmos problemas de bactérias e micróbios, que só são mortos após o cozimento. Sushi, saladas cruas (folhas verdes, cenoura ralada, tomate com casca…), carne mal passada, ovo com gema mole, tudo isso deve ser evitado durante a quimio.

6. Sorria, meu bem. 

Uma das coisas que mais faz a imunidade baixar é a tristeza. É claro que ninguém sai sorrindo e comemorando quando descobre que tem câncer, é normal termos raiva, não acreditar que isso está acontecendo, querer encontrar um culpado e se sentir muito triste. É normal chorar, achar que a vida acabou, sentir pena de si mesmo. Mas não é bom pra gente alimentar esses sentimentos ruins. Não é bom pro nosso corpo. Todo mundo tem direito de chorar numa situação dessas, e é inclusive recomendável. Não devemos engolir nossos sentimentos. Mas temos que criar um plano B, pensar “Eu não sou a primeira pessoa a ter câncer, e infelizmente, não serei a última. Não posso fugir de mim mesmo, não posso alugar um corpo novo. Se é pra passar por isso, que pelo menos essa experiência me faça crescer e me ensine algo novo”. A partir do momento que vemos as coisas assim, a perspectiva muda, porque passamos a ter novamente algum controle sobre as nossas vidas, por menor que ele seja. Chega de coitadismo, esse é o momento de levantar a cabeça, respirar fundo, e aproveitar pra mudar tudo o que não vinha legal nas nossas vidas. Os relacionamentos, os objetivos. Eventualmente, vamos chorar de novo durante o tratamento, e depois vamos sorrir de novo, e assim segue o baile. O negócio é não deixar a tristeza se estabelecer por muitos dias, porque aí a imunidade baixa e é pior ainda, acontecem outras complicações, como eu falei acima. Assim como a comida, o bom humor também é um remédio durante a quimio. A prescrição é : sorrir três vezes, de 8 em 8 horas, pro resto da vida.

"A vida não consiste em esperar a tempestade passar, mas sim aprender a dançar na chuva"

“A vida não consiste em esperar a tempestade passar, mas sim aprender a dançar na chuva”

- Quer mandar uma dúvida ou sugestão? Escreva para alemdocabelo@gmail.com, vou adorar responder! 

Voltar

Relacionados

  • brushesMaquiagem para iniciantes: tipos de pincéis Leia Mais
  • CAUBY 01cabelo crescendo | a fase cauby Leia Mais
  • capaSempre na moda: Animal Print Leia Mais

COMPARTILHE


21 respostas para “essa tal de imunidade…”

  1. Matheus disse:

    Parabéns pelo blog! Estou acompanhando ele direto. Bem verdade, não tenho câncer e sequer conheço alguém que tenha, mas ler seus posts me mostrou uma perspectiva muito inspiradora sobre como lidar com a doença. Suas dicas parecem valiosas, e o propósito do blog é incrivelmente original e saudável! Parabéns

  2. Cada vez que leio adoro mais!!!! Tu és ótima, só não gostei da parte que não deve beijar as primas,kkkkk Beijos

  3. flor disse:

    degrande valia suas dicas que Deus a abençõe e muita saude e bençãos ,abs

  4. Karina disse:

    Ótimo texto!!

  5. Viviane disse:

    Parabens pelo blog!!! Estou passando por ummomento muito parecido como seu! Estou com recidiva de cancer de mama, apos quase 5 anos do meu primeiro diagnostico, cirurgia, quimio e radio… Tivem em junho nova cirurgia, aguardei umas 3 semanas para saber direito o que tive, e foi confirmada a recidiva! Amanha começo a quimio novamente! Desta vez realmente optei pelo bom humor tambem!!! Beijos

    • alemdocabelo alemdocabelo disse:

      Olá Viviane!! Sinto muito, muito mesmo em saber da tua recidiva. Mas, como podes ver, dá pra ser feliz durante o tratamento, e o bom humor influencia muito no resultado né? Boa quimio pra ti, vai tranquila que vai dar tudo certo! E se quiser mandar qualquer sugestão, dúvida ou conversar mesmo, me manda e mail! Beijos!!

  6. Eu estou lendo seus post. eu gostei muito da sua maneira de encarar a vida e seu jeito feliz. parabéns
    ah ouvi falar que brócolis, goiaba também é bom pra aumentar a imunidade! bjo de longe! rsrs

  7. Jessica disse:

    Estou maravilhada com seu blog! Uma inspiração. No momento minha mãe está passando por um tratamento de quimio e acho que só quem entende é quem passa pela doença mesmo, realmente é uma montanha russa, mas tudo tem motivo. Muito bonito pessoas como você, com essa atitude perante a vida, a doença, passando o conhecimento e servindo de inspiração e força para pessoas na mesma situação. Fico feliz em ter cruzado com esse site pela internet.

  8. Jaque disse:

    Olá! Vi varios amigos meus curtindo teu blog no facebook, uma galera da arquitetura da UFRGS, entao resolvi dar uma olhada, até para entender melhor o que está acontecendo com minha amiga querida que foi diagnosticada com leucemia. O que pude ver é que vcs são muito parecidas na maneira com que lidam com a doença…é como vc disse, quimio não é uma escolha, mas bom humor é! Parabens! Virei fã!

  9. juraci silva da silva disse:

    TUDO QUE VC ESCREVE NOS JÁ SABEMOS, MAS DEVEMOS POR EM PRATICA, É O QUE ESTOU FAZENDO, ESTOU ACHANDO TUDO LINDO, QUER DIZER NÃO A DOENÇA MAS A FORMA QUE DEVEMOS LIDAR COM ELA, QUERO CONTINUAR APREENDENDO E SE PUDER AJUDAR COM ALGO, QUE DEUS TI ABENÇOE E A NOS TODOAS,

  10. Mariza disse:

    Estou passando por estes momentos. Foi muito bom achar seu Blog.
    Me deixam com a certeza de que estou no caminho certo.Posso domir que não é preguiça. A quimio me deixa com sono e preguiça. Um grande abraço.

  11. […] publiquei esse texto aqui no Além do Cabelo, mas tenho visto que muitas pessoas pesquisam “como saber se minha […]

  12. maria aparecida mota disse:

    Parabéns pelo blog,tem me ajudado muito apesar do pouco tempo que conheci,estou fazendo quimio to no começo,mas sua alegria me contagia me faz seguir em frente!abraço

  13. Isabel Terres disse:

    Muito bom seu texto…..parabéns…..

  14. Nayara disse:

    Ola, achei incrivel o site, é incrivel a forma como vc encara a situação, mas em momentos dificeis como esse abaixar a cabeça e se entregar a tristeza é realmente uma das piores coisas q podemos fazer, eu sempre procuro pensar no quanto amadureci, nas novas amizades q fiz no hospital e ver a vida de forma diferente, valorizar mais as coisas pequenas, tenho 19 anos, um linfoma no mediastino, e essa questão de imunidade é terrivel fico mtu triste quando ela cai, mas s3mpre tenho parentes e amigos pra me ajudar, agora to pesquisando alimentos pra melhorar a imunidade, pq msm tomando seis injeções pra imunidade, depois de 15 dias minha imunidade despenca, ja me internei com pneumonia, queda no numero de globulos brancos (pressão 6 por 3), ja tive infecção urinária, e agora uma linda herpes zoster,tive q cancelar duas quimios por conta desses probleminhas! Mas agora falta so tres meses pro fim da radio e me sinto feliz td vez q me lembro! Agora vou ver se consigo cuidar melhor de mim msm, tenho dado umas recaidas n alimentacao saudavel kkk, e realmente, pesoas adoram nossas cabeças carequinhas ^^, ja to ate perdendo a paciencia com alguns kkkk obrigado por deixar eu tomar um pouco do seu tempo, as vezes é bom desabafar um pouco!
    Bjos, se cuida
    Q Deus nos abençoe, e tbm a tds q precisam! ^^

  15. Ana Carla disse:

    Parabéns pelo texto. Muito esclarecedor e bem redigido. Me ajudou muito….bjus…..
    Ops: estou na segunda quimio…. huhu….

    • Luzia Ferraz Borin disse:

      Li e gostei muito do seu blog acabei as 4 quimio vermelhas e vou começar 12 da Branca, é tudo isso que vc escreveu, é exatamente assim que a gente se sente, mas eu também sou alto astral, apenas temos que ter cuidado com algumas coisas, que são para o nosso bem estar, evitar os aglomerados e as pessoas doentes, ter muita fé em Deus e acreditar que tudo isso passa e que vamos ficar boas logo.Que Deus o abençoe pala força! adorei.

  16. Dina Esther Obrownick del nero disse:

    Bom dia Gostei muito do seu blog ,Se eu tivesse lido antes muitas coisas teria evitado ,Pois minha filha esta com câncer de mama ,já operou e esta fazendo quimio Vai fazer a segunda,Mais pegou gripe e esta com dor de ouvido,Meu Deus oque fazer para que ela fique bem logo,O duro que ela tem síndrome do panico ,E chora muito ,e não levanta da cama,Diga para mim, ninguém disse a ela para usar mascara e seria bom não seria?Isso talvez tivesse evitado a gripe Estou muito preocupada ,pois perdi uma neta com 31 anos ,sofreu muito ,O doença de minha neta começou no estomago,,Sofreu dois anos e meio ,e quando se foi ,tinha só pele e osso,Ai me ajuda por favor Oque devo fazer pra ajudar minha filha Agradeço muito seu blog ,foi ótimo ,Vou entrar na casa dela e ler pra ela,.Muito obrigada,.Dina.

    • Flavia Maoli Flavia Maoli disse:

      Olá, Dina!!!

      É normal ter gripes durante a quimioterapia, porque a imunidade fica muito baixa. Para evitar ficar doente durante o tratamento, existem algumas dicas bem úteis:
      1. passar álcool gel nas mãos SEMPRE, higienizar beeeem as mãos com água e sabão várias vezes ao dia;
      2. evitar coçar olhos e colocar a mão na boca, porque é assim que os vírus são transmitidos (eles ficam nas superfícies contaminadas, aí tocamos e levamos para dentro do nosso corpo);
      3. a máscara é importante, mas o mais importante é o álcool gel e a boa higiene das mãos! a máscara protege mais de sujeiras que estão voando, ou se alguém tossir ou espirrar muito próximo;
      4. BOM HUMOR E ALEGRIA são as melhores maneiras de aumentar a imunidade! Sua filha não é a única pessoa no mundo a ter câncer de mama, muiiiiiiiiiiiiiiitas mulheres já passaram por isso e estão ótimas! É difícil sim, mas ela tem que levantar a cabeça e querer viver! Quando ficamos tristes nossas defesas baixam, e ficamos mais vulneráveis às doenças!
      5. a alimentação também é importante! Diga para ela comer bastante lentilha, arroz, feijão, carne bem cozida, muiiiiiiiiiiiita fruta…. e beber muita água!!!

      Precisamos cuidar do nosso corpo, a quimioterapia é muito agressiva, então temos que reforçar os cuidados!!!! Diga para ela ler o blog, vai adorar!! E qualquer coisa me escrevam!

      Abraços,

      Flavia

Deixe uma resposta